15 abril 2010

A União | Parte 2 (Final)

Luz-Vida-Amor

Um ‘ensaio’ sobre a manifestação do Amor

 

Em continuação à publicação anterior - “A União" - compartilho hoje o final.

Interessante observar que quando ouvimos falar de amor, não desmerecendo, mas rapidamente fazemos uma analogia aos ‘tipos’ de relacionamentos que normalmente conhecemos e ainda vivenciamos, já citados na primeira parte deste texto, o que particularmente ainda acredito ser muito pouco, perto do que o nosso Coração (que não o órgão) têm capacidade para dar, ... vivenciar, emanar.
Entretanto, quando por vezes aqui o menciono com ‘A’ maiúsculo mesmo, faço referência sobre o 'Amor’ em seu mais amplo sentido. Amor... e não apego.

Assim como acredito piamente no Amor e Paz Sem Fronteiras, concluo este ‘ensaio’, convidando-o à leitura do artigo que tão gentilmente me fora ofertado.

E reservei logo abaixo, ao final deste texto, um pensamento maravilhoso que bem traduz aquilo em que acredito, o qual compartilho agora com você caro leitor amigo, em ‘gênero, número e grau’:

 

“A União”

“… Conseguimos maiores evidências analisando as relações de união entre os seres humanos, em sociedade. Iniciando pelo bebê e sua mãe, como se expressa o amor de um pelo outro? Ambos querem ficar tão próximos quanto possível! O filho precisa, regra geral, de uma mãe junto a si para sobreviver. Então, a Natureza o dota de características que despertam o sentimento amoroso do adulto e a união se estabelece. Entre dois irmãos pequenos, o amor os faz ficarem sempre juntos, seja brincando, seja brigando.

Mas o exemplo que talvez nos deixe menos dúvida sobre a união ser a expressão do Amor é um casal apaixonado, cujo desejo de estarem unidos é tão forte que superam muitos obstáculos para tanto, chegando mesmo a sentirem um sentimento de fusão, como no momento do clímax de uma relação sexual plena.

Quando há um forte sentimento de amor entre duas pessoas que não mantém laços de sangue nem conjugais é o caso de uma verdadeira amizade. Citando Maria A. Moura, Grande Mestre Emérita da Ordem Rosacruz, AMORC: “A amizade é aquela virtude que une duas ou mais pessoas por laços de amor e confiança”. O homem é um ser altamente sociável, tendo até sido afirmado pelo Padre Teilhard de Chardin que “é mais fácil impedir a Terra de girar do que o homem de se socializar”. Sociedade implica em associação, em relações de união, tais como as citadas acima. Por que o homem é mais sociável que os animais? Uma das razões, penso, é porque ele tem maior capacidade de amar.

O mesmo Teilhard de Chardin nos legou um pensamento que sintetiza muito bem o que procurei demonstrar até este ponto: “Impelidos pela força do amor, os fragmentos do mundo buscam-se um ao outro para que o mundo possa vir a existir”.

A mais alta expressão da vida na Terra, o Homem, é resultado da manifestação de personalidades-alma, já bem adiantadas em sua evolução, por meio de um corpo físico que reúne a maior capacidade intelectual deste habitat, considerada, é claro, a média normal entre os seres humanos. A conjugação destes dois fatores permite o alto nível de autoconsciência conseguido na raça. Todavia, como o processo evolucionário inerente à vida não parou aí, a humanidade caminha, mais rapidamente do que se julga, para o advento da Consciência Cósmica, um estado da Alma Vivente que é o mais alto ideal dos místicos e que já foi alcançado por diversas pessoas.

Parece-me que a consciência, em qualquer de seus níveis, estando estreitamente ligada à faculdade da percepção, constitui-se numa união entre o observador e o observado. Assim é que se diz que estamos onde a nossa consciência está. Se uma pessoa próxima a nós está fixando sua atenção consciente alhures, dizemos que ela está ausente, longe dali. Ao observarmos uma bela paisagem, por exemplo, e dela ficarmos conscientes, nesse momento estamos trazendo-a ao nosso ser. De outro ponto de vista, podemos dizer que estamos nos projetando para a paisagem, como deixa mais claro o caso de um filme a que assistimos. Se não estão envolvidos os nossos sentidos físicos nessa união, então trata-se de uma projeção psíquica da consciência.

Em qualquer dos casos, porém, vamos ter a união do observador com o observado (talvez este conceito ajude a compreender melhor o espaço como apenas uma construção da nossa mente objetiva). Quando o observado é o Cósmico, temos o observador em estado de Consciência Cósmica, donde as referências à “união final”, ao “retorno à casa do Pai”, ao “círculo que se fecha” ou ao símbolo da serpente que engole o rabo, pois trata-se do fim do ciclo evolutivo da consciência, onde não subsiste a separação, apenas a unidade. Não é pura coincidência que o Amor se manifeste crescentemente nas pessoas à medida que elas galgam os planos de consciência rumo à Consciência Cósmica, mas relação direta da sua união com cada vez mais partes do Todo.

Façamos agora um exercício de imaginação. Pensemos no Universo todo como um Grande Coração. O coração pulsa em movimentos de sístole e diástole, ou contração e expansão. O Universo estaria agora numa diástole. Por que? Além de muitas evidências apontadas pela Ciência indicando um Universo em movimento de expansão, temos seu próprio nome. Inúmeras vezes você deve ter pronunciado a palavra “Universo”, mas em algum momento você reparou que ela diz “Uno vertido”? A teoria científica do Big Bang, que explica a origem do Universo por uma grande explosão inicial, corresponde em parte à afirmação dos místicos de que o Ser Absoluto propagou-se pela Palavra. O que foi imaginado como uma explosão pode muito bem ter sido um silencioso troar do Verbo Divino, o qual vem reverberando até agora ...

Com um olho místico e outro científico, procuremos enxergar a Luz que brota nesta Criação. Na seqüência da diástole deste Grande Coração, vem a Vida com o seu constante movimento entre as polaridades da Energia Primordial, vida esta a sustentar a consciência. E o Amor? Sinto-o como a força da sístole, da contração, da reintegração. É a força que une o que foi separado. Penso que o Amor tende a se tornar cada vez mais forte em sua manifestação, provocando a crescente união entre as partes e levando o Universo ao movimento de contração até a Unidade novamente, completando um ciclo de manifestação, completando uma respiração. Se “como em cima, é embaixo”, por que não pode o Cósmico respirar?

A próxima expiração ou Criação, no entanto, não serial igual à presente, pois os ciclos evoluem segundo uma espiral, onde a cada volta avançamos de nível. É interessante, neste momento, lembrar os famosos “buracos negros” que nos foram revelados pela moderna Astronomia, uma espécie de vórtice central de uma galáxia. Eles tragam toda matéria e energia circundantes com uma tal magnitude de atração gravitacional que nem mesmo os raios de luz lhe escapam, motivo pelo qual se nos aparentam negros. Então, no contexto aqui apresentado, podemos imaginar estes “buracos negros” do espaço sideral como zonas em que o Amor já venceu!

Como consideração final, quero dizer que este ensaio não têm a pretensão de representar a Verdade. Ele traduz, isto sim, as reflexões de um ‘estudante da Vida’ acerca dos mistérios que nos envolvem. A motivação principal de tê-lo escrito foi a idéia de que serviria como estímulo para tuas próprias reflexões. Por sinal, as idéias aqui apresentadas só adquirem valor quando acalentadas por tua mente.”

( Vadis Bellaver, 1988 rev.1997 )

-----------------

(Se você chegou agora e não leu a primeira parte deste artigo, clique aqui)

E por fim, para encerrar com chave de ouro, ainda quero compartilhar com todos, um pensamento do mesmo autor do texto acima, que vêm de perfeito encontro à filosofia maior de ♥Amor e Paz Sem Fronteiras♥ e defende que:

"Não é mais tempo de identificar a "família" apenas com a família restrita, aquela formada por pessoas consanguíneas e/ou que vivem em contrato social debaixo do mesmo teto. É hora de considerarmos a família ampla de todas aquelas pessoas que se sintonizam numa mesma faixa vibratória de consciência, a "nossa tribo". Uma a uma, as fronteiras tradicionais em nosso mundo estão se vaporizando, inclusive a fronteira da família. A cada dia temos menos vivência familiar para termos mais vida em grupo. Afinal, o grupo mais corresponde aos anseios internos de retorno à Unidade."

Muito obrigada Vadis! A mim, tal pensamento tem relação direta com o mais puro Amor Fraterno, de que a humanidade tanto carece.

O Amor é Real! E só O Amor, têm o poder de curar todas as feridas do Mundo e de fazer manifestar a Paz que tanto almejamos.

Desejo de verdade, muito Amor ao Mundo e a todos.

 

·٠•●❤ Um abraço fraterno e beijo em seu coração direto do meu!

Amor Incondicional e Paz em todos os Quadrantes, sem fronteiras. ❤●•٠·˙

Lucy

www.amorepazsemfronteiras.com

Gostou? Compartilhe ♥


Print Friendly and PDF

   Sobre a Autora:  

Lucy Sem Fronteiras Lucy Sem Fronteiras +  
Ativista da ‘’Luz’’… uma Cidadã do Mundo, sua religião é o Amor, sua raça é a Humanidade e a Terra é o seu país. Interessada por ativismo, causas espiritualistas, pacifistas, ambientalistas e humanitárias.
Mais ♥ | Facebook | Twitter | Contato

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Comentários
2 Comentários

2

Comentários:

Marcia comentou...

Minha luz querida! Bastante pertinente este texto que vc postou, pois o incrível é que tudo remete à minha vida e agora a de minha filha. Eu tenho amigos maravilhosos que para mim são mais que amigos, são a minha família. E agora que minha Lali está em Sampa, ela está vivenciando a mesma graça que tive ao lado de amigos afins, e o incrível é que ela está se afinando, e isso me traz paz, alegria, tranquilidade e a certeza de que ela está vivendo um momento mágico pelo qual passei e só me fez bem. Tudo a ver e aproveito o espaço pra falar dos bons amigos. Aproveitar o espaço para falar de coisas boas..rsrs. Beijos amiga linda. Te amo.

♥ Lucy Sem Fronteiras ♥ comentou...

♥ Ma, minha flor,

Muito obrigada por tua presença e por compartilhar um pouco de teu interior lindo aqui minha querida!
Bem vinda sempre, a casa tb é sua!
E fico muito feliz que esteja tudo correndo tão bem contigo e com tua filhota linda, aqui em SP. Já agora, este texto é demais sim, pricipalmente o final dele, e tem tudo a ver com ♥ Amor e Paz Sem Fronteiras ♥ e com aquilo que acredito e procuro vivenciar tb.

Beijos em teu coração minha querida, direto do meu ♥
Tb te Amo!!!

Fico feliz e sou grata com a sua presença!
Compartilhe idéias, comente os artigos, dê sugestões e ajude o blog a crescer. Seu comentário é importante, seja bem vindo!
Leio e respondo por aqui.
Volte para ler, tá ♥ \o/ ♥ e recomende se gostar;)
Aqui todos deverão ser respeitados em suas diferenças.

Obs:
• Se seu comentário não tem relação com este post,
deixe-o no LIVRO DE VISITAS..
• Se preferir enviar um e-mail, visite a página de CONTATO..
• Siga, acompanhe, participe e fale comigo nas REDES SOCIAIS..

Os comentários deste blog são moderados. Mas é sempre um prazer recebê-lo aqui :)

•.¸¸.•´¯`•.¸¸.¤ Paz e Amor! Beijos no ♥ direto do meu ♥ •.¸¸.•´¯`•.¸¸.¤



Acompanhe Amor e Paz Sem Fronteiras ♥



Junte-se a nós por Amor e Paz ♥



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Cidadão Planetário Online

My Ping in TotalPing.com

Contando as Visitas

Comentários Recentes

Licença

Cite sempre a fonte original, inclua o link e não retire os créditos. Todos somos dotados de infinita capacidade criadora. Crie, não copie. Exerça seu poder criador.

www.amorepazsemfronteiras.com

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape Creative Commons License
♥ Amor e Paz Sem Fronteiras ♥ by Lucy Ramos * sob uma Licença Creative Commons